Imagen de portada

Custos da busca pelo diagnóstico da tuberculose: impacto na economia familiar

Ana Lúcia da Silva Ferreira, Laura Maria Vidal Nogueira, Antônia Margareth Moita Sá, Claudia dos Santos Ozela

Resumen


Introdução: A tuberculose persiste como um grave problema de saúde pública, o diagnóstico e tratamento ocasiona dificuldade econômica ao cuidado, pois determina relevantes custos ao doente e à família, assim o objetivo foi estimar custos da busca pelo diagnóstico da tuberculose para sintomáticos respiratórios e seus familiares em um Centro de Saúde Escola em Belém, Pará. Materiais e Métodos: Estudo quantitativo, transversal, com 40 sintomáticos respiratórios. Utilizado instrumento de coleta de dados socioeconômicos e custos do diagnóstico da doença. Análise descritiva, com distribuição de frequências e medidas sumárias de médias e desvio padrão e testes qui-quadrado, com nível de significância de 5%. Resultados: Houve redução das horas de trabalho/dia após o aparecimento dos sintomas respiratórios e perda do emprego em 20%, repercutindo em redução média da renda. Os custos diretos e indiretos foram responsáveis pela perda de 1 a 20% da renda familiar. Discussão: Demonstrando que a busca pelo diagnóstico da tuberculose sobrecarrega os orçamentos familiares, com isso pode haver a demora em procurar os serviços de saúde. Conclusão: A busca pelo diagnóstico de tuberculose representa ônus importante para pacientes e familiares. A doença é ligada a vulnerabilidade socioeconômica, embora as ações para diagnóstico sejam ofertadas na rede pública, os custos recaem sobre as famílias.

Como citar este artigo: Ferreira ALS, Nogueira LMV, Sá AMM, Ozela CS. Custos da busca pelo diagnóstico da tuberculose: impacto na economia familiar. Rev Cuid. 2018; 9(3): 1-13. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v9i3.536


Palabras clave


Tuberculose; Diagnóstico; Economia.

Referencias


Souza E, Barbosa E, Rodrigues I, Nogueira L. Prevenção e controle da tuberculose: revisão integrativa da literatura. Rev Cuid. 2015; 6(2): 1094-102. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v6i2.178

World Health Organization. Global tuberculosis report 2016.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico 2015. Indicadores prioritários para o monitoramento do Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose como Problema de Saúde Pública no Brasil. Boletim Epidemiológico. 2017; 48(8): 1-11.

Steffen R, Menzies D, Oxlade O, Pinto M, de Castro AZ, Monteiro P, et al.Patients’ costs and cost-effectiveness of tuberculosis treatment in DOTS and Non-DOTS facilities in Rio de Janeiro, Brazil. PLoS ONE. 2010; 5(1): e14014. https://doi.org/10.1371/journal.p one.0014014

Arcêncio RA, Arakawa A, Oliveira MF, Cardozo-Gonzales RI, Scatena LM, Ruffi no-Netto A, et al. Barreiras econômicas na acessibilidade ao tratamento da tuberculose em Ribeirão Preto - São Paulo. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(5): 1121-7. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000500013

Boing AC, Bertoldi AD, Barros AJ, Posenato LG, Peres KG.Desigualdade socioeconômica nos gastos catastróficos em saúde no Brasil. Rev Saúde Pública. 2014; 48(4): 632-41. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2014048005111

Ukwaja KN, Alobu I, Igwenyi C. The high cost of free tuberculosis services: patient and household costs associated with tuberculosis care in Ebonyi State, Nigeria. PLoS One. 2013 8(8): e73134. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0073134

Rouzier VA, Oxlade O, Verduga R, Gresely L, Mensies D. Patient and family costs associated with tuberculosis, including multidrugresistant tuberculosis, in Ecuador. Int J Tuberc Lung Dis. 2010. 14(10): 1316-22.

Barter DM, Agboola SO, Murray MB, Bärnighausen T. Tuberculosis and poverty: the contribution of patient costs in sub-Saharan Africa – a systematic review. BMC Public Health. 2012; (12): 980. http://dx.doi.org/10.1186/1471-2458-12-980

Ayé R, Wyss K, Abdualimova H, Saidaliev S. Household costs of illness during different phases of tuberculosis treatment in Central Asia: a patient survey in Tajikistan. BMC Public Health. 2010; (10):10-8. http://dx.doi.org/10.1186/1471-2458-10-18

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Rio de Janeiro; 1999. http://www2.ibge.gov.br/pub

Costa JG, Santos AC, Rodrigues LC, Barreto ML, Roberts JA. Tuberculose em Salvador: custos para o sistema de saúde e para as famílias. Rev Saúde Pública. 2005; 39(1): 7. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102005000100016

Xu K, Evans DB, Kawabata K, Zeramdini R, Klavus J, Murray CJ. Household catastrophic health expenditure: a multicountry analysis. The Lancet. 2003; 362(9378): 111-7. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(03)13861-5

Ukwaja KN, Alobu I, Abimbola S, Hopewell PC. Household catastrophic payments for tuberculosis care in Nigeria: incidence, determinants, and policy implications for universal health coverage. Infectious Diseases of poverty. 2013; 17(2): 9. http://dx.doi.org/10.1186/2049-9957-2-21


Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Copyright (c) 2018 Revista Cuidarte

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.